Conheça o LabHab

O LabHab

Criado em novembro de 1996 no Departamento de Projeto da FAUUSP, o Laboratório de Habitação e Assentamentos Humanos (LabHab) iniciou suas atividades em março de 1997, com o propósito de integrar ensino, pesquisa e extensão universitária para abordar as demandas habitacionais, urbanas e ambientais no contexto da histórica desigualdade social e territorial brasileira. Suas atividades têm um caráter experimental, proporcionando formação e capacitação para análise crítica e ação propositiva.

O LabHab realiza diversas atividades com o suporte financeiro da própria USP, entidades nacionais e internacionais como FAPESP, FINEP, CNPq, CEF e programas de Cooperação Internacional, como GIZ. Contando com uma equipe regular de professores e estudantes, além de um grupo mais amplo de pesquisadores associados, o Laboratório fomenta debates, seminários temáticos e pesquisas interdisciplinares, incluindo profissionais e estudantes de diversas áreas. Com enfoque interdisciplinar, o LabHab propicia colaborações intradepartamentais e interdepartamentais na FAUUSP, interunidades na USP e em outras instituições nacionais e internacionais, visando cumprir seus objetivos em consonância com as diretrizes da FAUUSP.

Método de Trabalho

 

O LabHab articula ensino, pesquisa e extensão para criar um ambiente acadêmico fundamentado na realidade social. Os projetos desenvolvidos – de assessoria e de pesquisa – estão alinhados com disciplinas ministradas pelo grupo de professores e busca explorar a produção social do espaço urbano abordando temas como financiamento, papel do Estado e do mercado, ATHIS, produção imobiliária, entre outros.

No âmbito da pesquisa, o LabHab oferece suporte a trabalhos acadêmicos em diversos níveis, desde TFG e Iniciação Científica até Pós-Doutorado. Na extensão, foca na construção de conhecimento e qualificação de diversos atores, promovendo o direito à cidade e à moradia, orientada pela construção conjunta de conhecimento.

O LabHab está comprometido com a formação de novos profissionais para lidar com os desafios urbanos no Brasil e na América Latina, onde a maior parte do espaço é produzida sem intervenção profissional. Reconhecendo a importância da extensão como pesquisa e prática de aprendizado, o LabHab colabora com instituições similares no país e no exterior, implementando diversas formas de trabalho, incluindo pesquisa, seminários, oficinas e assessoria a planos e projetos associados à capacitação.

 

Produtos

O LabHab desenvolve atividades de pesquisa que resultam em relatórios, seminários, cursos de capacitação e debates, proporcionando subsídios para políticas públicas. Os relatórios estão disponíveis no LabHab, em seu website e na biblioteca da FAUUSP. Metodologicamente, nas pesquisas aplicadas, planos, programas ou ações locais, busca-se um quadro final com avaliações, propostas, agentes envolvidos, encaminhamentos e operacionalização.

Essas ações proporcionaram possibilidades de ação imediata para funcionários públicos, associação de moradores, movimentos sociais e um espaço de aprendizado para estudantes de graduação e pós-graduação. O LabHab busca, assim, reunir agentes públicos, sociedade organizada, pesquisadores e militantes pela justiça socioambiental em um processo de contínuo aprimoramento e desenvolvimento, sendo um espaço de aprendizado para todos ao longo de seus 25 anos de atividades.

Conheça alguns de nossos produtos em nossa Biblioteca (clique aqui).

Nossa Equipe

Professores

Caio Santo Amore
Ermínia Terezinha Menon Maricato
Estevam Vanale Otero
João Sette Whitaker Ferreira
José Eduardo Baravelli
Karina Oliveira Leitão
Luciana de Oliveira Royer
Maria Beatriz Cruz Rufino
Maria Lucia Reffinetti Martins
Mariana de Azevedo Barretto Fix

Pesquisadores Discentes 2024

Alessandro Lunelli de Paula

Alexandre Marques Hodapp

Aline Sanches


Amanda Ribeiro Magalhães


Ana Clara Araujo


Ana Cristina da Silva Morais


Ana Letícia Saquete Gonçalves


Ana Lígia de Carvalho Magalhães


André Doca Prado


André Fabiano Hoon Kwak


Anna Carolina de Paula Madrid de Marco


Barbara Caetano Damasceno


Braulio Sebastiao André


Breno Santiago Holanda


Carina Serra Amancio

Carlos Eduardo de Souza Cruz


Cassia Yebra


Desirée Figueiredo Carneiro


Douglas Tadashi Magami


Estefania Momm de Melo


Fernanda Cavalcanti Mattos


Fernanda Mota Lima


Gabriela Darini Guaritá


Giusepe Filocomo


Gustavo Soares Pires de Campos


Heitor Seemann de Abreu


Isabela Rodrigues


Isabella Walter


Isadora Fernandes Borges de Oliveira


Jefferson David Gomes Arruda


Joana da Costa Manso Ramos Alves Rios


Joao Igor Cunha


João Paulo Davi Constantino


Julia Azevedo Moretti


Julia de Barros Rodrigues


Juliana Silva Barros


Kamir Gemal


Lara Isa Costa Ferreira


Ligia Santi Lupo


Lina Yule Queiroz de Oliveira


Lira Luz Benites Lazaro


Luan Melo


Lucas Daniel Ferreira


Lucas Meirelles Toledo Ramos Batista


Marina Heinrich Carrara


Martim Furtado


Miguel Carranza


Pedro Freire de Oliveira Rossi


Pedro Vale Carvalho


Raphael Brito Faustino


Sillas Coelho


Tadeu Lara Baltar da Rocha


Tales Fontana Siqueira Cunha


Thais Molon Grotti


Vicente Lotito de Brito Vianna


Victor Martinez Correa e Sá


Vinicius Kuboyama Nakama


Viviane Luise de Jesus Almeida


Pesquisadores Associados

Ana Gabriela Akaishi

Ana Maria Haddad

André Lopes

Angela Pilotto

Beatriz Kara Jose

Caio Boucinhas

Carolina Frignani

Carolina Maria Pozzi Castro

Cid Blanco

Francisco Comaru

Gisele Tanaka

Gustavo Andrade Neto

Helena Menna Barreto Silva

Jeroen Klink

Juliana Petrarolli

Laura Bueno

Leticia Sigolo

Letízia Vittale

Lucia Shimbo

Luciana Nicolau Ferrara

Paulo Alas Rossi

Paula Custodio

Rafael Borges Pereira

Rerisson Maximo

Rosana Denaldi

Rosane Tierno